Se os britânicos tivessem saído da UE por regulações, pelo custo absurdo de bilhões de pounds ao ano despojados para burocratas decidirem regras e normas que se sobressaem as vontades muitas vezes de seu próprio parlamento, até vai, a saída faria sentido.

Mas não. Fizeram isso por conta do medo de imigração. Vitória da direita populista.

Países desenvolvidos alternavam governos de esquerda e direita com muitas diferenças, mas que sempre buscavam preservar a estabilidade monetária e fiscal, além de preservarem e – dentro de seus países – garantirem os direitos básicos de todo ser humano. Essa era a grande diferença dos desenvolvidos para a América Latina. Nós nos acostumamos em ter uma direita extremamente conservadora e uma esquerda anacrônica e ultrapassada no mundo. Nossos governantes, sejam eles de esquerda ou direita, foram na maior parte dos casos desastrosos.

Hoje, parece que estamos em um caminho melhor.

Enquanto em países como ING, EUA, Austria, Dinamarca e França a direita populista e preconceituosa vai crescendo com chances de vitória , Chile, Colômbia, Argentina, Peru, México, Paraguai e logo menos Brasil e Venezuela estão deixando a velha esquerda populista para escanteio. Surgem-se em muitos países da América Latina novos governos, com uma visão moderna de mundo e com preocupação social.

Resta saber quem vai ocupar esse imenso vácuo de poder que vai se abrindo no Brasil. Aécio Neves é mais do mesmo. Marina? Quem sabe..

7
4

Escrever artigo sobre este tema

O The Global P. é uma plataforma aberta de debate. Os textos nele postados não refletem a opinião do site. Você tem uma opinião diferente da desse autor? Escreva o seu próprio artigo! Clique aqui e saiba mais.