A corrupção de políticos causa a perda dos direitos humanos do povo brasileiro. Os anos de 2014 à 2017 foram marcados por escândalos em Brasília, com indícios de envolvimentos ilícitos de presidentes, ministros, parlamentares, imprensa e empresários no maior esquema de suborno já investigado pela Polícia Federal. Que contava até com um departamento de propina. Causando prejuízos a nação por falta de investimentos nas áreas de educação, saúde, segurança, moradia, previdência social e emprego, entre outras. Devido a prática de crimes financeiros e desvio de recursos públicos.

 

Essa corrupção política que assola o Brasil é institucionalizada e organizada. Contando com práticas como a propina legal, que consiste no oferecimento e distribuição de cargos públicos entre os partidos e o financiamento de projetos leis de parlamentares em troca de voto. O Governo Federal, Estadual e Municipal conseguem aprovar dessa maneira reformas, recursos financeiros, licitações e contratos milionários para beneficiar empresas e ou empresários em detrimento da razão pública. Desafiando as instâncias jurídicas com improbidade administrativa, peculato, cleptocracia concussão, fisiologismo, nepotismo e clientelismo. 

 

Dessa forma os direitos humanos assegurado a todo brasileiro em sua Constituição tem sido negligenciados pelos poderes executivo, legislativo e judiciário, quando estes falham no combate a corrupção e permitem no poder público políticos corruptos que votam reformas como a trabalhista e a da previdência. Bem como as políticas públicas na área da saúde, segurança, educação, proteção à maternidade e à infância, assistência aos desamparados e moradia. Causando o abandono infantil, pessoas sem tetos, desemprego, violência urbana e rural, hospitais em péssimas condições, com poucos médicos e falta de material essencial ao atendimento.

 

No dia 17 de março de 2014, a Polícia Federal deflagrou a Operação Lava Jato, que apurava a prática de crimes financeiros e desvio de recursos públicos. Desde então, em três anos de investigações, ocorreram sucessivos escândalos políticos que tem abalado a população. Com prisões de Senadores, Deputados, supostos envolvimentos de presidentes e ex-presidentes, afastamento de funcionários do judiciário e crise econômica alarmante em 2017. A prática da corrupção foi delatada nos poderes executivo, legislativo e judiciário nas delações premiadas de empresários envolvidos no esquema de propinas.

 

A capital do Brasil tem sido palco de verdadeiros shows bizarros, que tem chocado a comunidade nacional e internacional, com notícias de envolvimento de políticos em atos ilícitos e manobras para impedir a apuração de denúncias contra o presidente da república e parlamentares. Atingindo duramente a vida de todos os cidadãos, prejudicando o desenvolvimento social, econômico e político. Impedindo o investimento em hospitais, escolas, moradias e segurança pública. Transtornando e envergonhando a nação brasileira.

 

Com a marca de R$ 200 bilhões por ano, a corrupção desvia dos cofres públicos do Brasil toda possibilidade de modernizar hospitais com o número suficiente de médicos qualificados para atender a população, escolas com professores especializados para educar e formar o cidadão, segurança para proteger a sociedade e ainda financiar a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados e a moradia para o povo brasileiro.

 

Assim fica notório que a corrupção de políticos causa a perda dos direitos humanos do cidadão. Porque desvia o dinheiro público destinado ao investimento em políticas públicas. Desamparando os trabalhadores e aposentados de seus direitos e garantias fundamentais previstos na Constituição da República Federativa do Brasil. Dessa maneira é necessário que os três poderes combatam efetivamente a improbidade administrativa, peculato, cleptocracia, concussão, fisiologismo, nepotismo e clientelismo. Para assegurar a todo brasileiro seus direitos e a justiça social.http://pol171ca.blogspot.com.br/2017/09/corrupcao-viola-os-direitos-humanos.html

0
0

Escrever artigo sobre este tema

O The Global P. é uma plataforma aberta de debate. Os textos nele postados não refletem a opinião do site. Você tem uma opinião diferente da desse autor? Escreva o seu próprio artigo! Clique aqui e saiba mais.