Você assim como eu, deve estar cansado da música atual, não? Aposto que você gostaria de ter nascido em uma outra época. Que tal nos anos 60? Crescer em uma geração influenciada diretamente por The Beatles ou Rolling Stones com certeza seria algo épico! Mas, infelizmente, isso não aconteceu conosco. Tive o azar de nascer em meados da década de 90, onde o rock já se encontrava em decadência e o Grunge já chorava a morte de seu maior ícone.

O show tem que continuar. Felizmente o rock permanecia vivo graças a grandes bandas que surgiram nessa década como Pearl Jam e Oasis. O coração do rock ainda batia forte, valendo lembrar uma frase de Noel Gallagher, guitarrista da banda Oasis, que certa vez em uma entrevista proferiu a seguinte frase: “Dentre as 50 melhores canções de rock de todos os tempos, 49 são do Beatles. A outra? Wonderwall…”  E ainda acabou dizendo: “Depois que os Beatles apareceram, a música nunca deixou de ter influência deles. E nunca mais vai deixar de ter”.

Essas frases devem ter feito muito sentido para a revista Rolling Stones que quando publicou a lista dos 100 maiores álbuns de rock de todos os tempos, listou The Beatles dez vezes, sendo quatro delas no top 10.

Nesse artigo iremos discutir os dez primeiros colocados, comentar as curiosidades de cada álbum e trazer as melhores canções para que todos nós desfrutemos de uma ótima trilha sonora. Então, amigo leitor, aperte o cinto, pois, iremos viajar várias décadas, e que você se divirta assim como eu me diverti escrevendo esse texto.

10°  The Beatles (álbum) – The Beatles

Começamos em alto nível. O 10° melhor álbum segundo a revista Rolling Stones é o famoso álbum branco dos Beatles. O disco contém muitas curiosidades, por exemplo, a faixa “Back in the U.S.S.R” de McCartney foi gravada na época em que Ringo brigou com o grupo e ficou fora por um tempo, tendo que fazer Paul assumir a bateria. Esse álbum contém a participação de Eric Clapton em “While My Guitar Gently Weeps, minha favorita desse álbum maravilhoso.

Era evidente em cada canção que os Beatles já estavam com saco cheio dos próprios Beatles, a cada música composta, a cada gravação que tinha que ser feita acontecia algum problema…

9° Blonde on Blonde – Bob Dylan

É o sétimo álbum de estúdio do cantor e compositor americano Bob Dylan. O álbum foi um sucesso no mundo todo, incluindo óbvio, os Estados Unidos e a Inglaterra. Bob Dylan mostra seu enorme talento como compositor nesse grande álbum, listo “I Want You” e “Visions of Johanna” como as faixas principais desse grande trabalho de Dylan.

8° London Calling – The Clash

É o terceiro álbum de estúdio da banda britânica de punk rock The Clash. Esse álbum representa uma mudança feroz no estilo musical da banda, com elementos mais marcantes como um soul, jazz e até uma mistura de reggae.

Vale salientar que Elvis Presley serviu de inspiração para a arte da capa de London Calling. Dentre todas as faixas desse álbum maravilhoso, peço atenção para a faixa de mesmo nome do álbum.

7° Exile on Main St- The Rolling Stones

O décimo álbum de estúdio da banda britânica The Rolling Stones contém diversas influencias como, Blues, Country Music, Gospel e Soul Music. A critica especializada julga Exile on Main St. como o melhor álbum dos Stones, e alguns ousados dizem que este é o melhor álbum de rock que já fora feito. Que tal ouvir algumas músicas? Pesquisa ai, rocks off, Turd on the run e Let it Loose.

6° What’s Going On – Marvin Gaye

Esse álbum faz parte da história mundial. O LP refletiu o início de uma nova tendência na soul music norte-americana. Com letras introspectivas sobre o abuso nas drogas, a pobreza e a Guerra do Vietnã, ele tornou-se imediatamente uma sensação e é considerado, pela crítica, não só um marco na música pop, como também um dos maiores álbuns de todos os tempos. Atenção especial para a música que contém o mesmo nome do álbum.

5° Rubber Soul – The Beatles

Rubber Soul é a o sexto álbum da maior banda de todos os tempos, e é aqui que a banda começa a tornar seu som mais eclético e sofisticado. Aqui podemos escutar o universo poético que a banda desenvolveu com o lirismo em “In my Life” e “Michelle”, a solidão pungente de “Nowhere Man” e o uso do sitar (instrumento indiano) em “Norwegian Wood”. Tanto foi o impacto que Rubber Soul foi considerado o mais inovador álbum de rock lançado até então. Essa marca seria obtida pelos próprios Beatles.

4° Highway 61 Revisited

Sexto álbum do cantor e compositor Bob Dylan, um álbum quase 100% acústico, e acredito que é isso que o faz ser maravilhoso. Aqui encontramos uma genialidade na mistura entre blues e rock. Conduzido pelo sucesso da música “Like a Rolling Stone”, o disco traz canções que Dylan continuou a tocar ao longo de sua extensa carreira, incluindo “Ballad of a Thin Man” e “Highway 61 revisited”.

Agora vamos conhecer nosso pódio. Vale explanar que todos são vencedores, a lista poderia ser totalmente diferente do que é essa, pois, graças ao bom e velho deus do rock, nós temos diversos álbuns extraordinários para ouvir!!!

3° Revolver – The Beatles

Levando a medalha de bronze, o sétimo álbum do grupo de rock inglês the Beatles foi considerado mais inovador que seu álbum antecessor (Rubber Soul). Revolver marca a adesão oficial dos Beatles ao psicodelismo. Passeia desde a música oriental “Love you to”, aos apelos vibrantes de “Got to get you into my life”, da solidão lúgubre de “Eleanor Rigby”, ao experimentalismo psicodélico de “Tomorrow Never Knows” e o ufanismo de “Yellow Submarine”. Que álbum, senhores! Que álbum!

2° Pet Sounds – The Beach Boys

Com a medalha de prata está o decido primeiro álbum de estúdio da banda de rock americana The Beach Boys. O álbum se caracteriza por ser diferente dos trabalhos anteriores da banda: no lugar do habitual rock and roll e da temática surf que os caracterizava, no disco predomina o pop barroco, com um conteúdo lírico mais sofisticado, sendo mais reflexivo e sentimental. Como não amar Wouldn’t it be nice e You Still Believe In Me?

1° Sgt.Pepper’s Lonely Hearts Club Band – The Beatles

E na primeiríssima colocação, The Beatles! Quem mais poderia ser, certo? Sgt. Pepper é o oitavo álbum de estúdio da banda. Tornou-se imediatamente um enorme sucesso comercial e crítico. A revista Time o considerou “uma evolução histórica no progresso da música” e a New Statesman elogiou a sua elevação da música POP ao nível de arte.

Sgt Pepper é considerado pelos músicos como um álbum conceitual, que desenvolveu o uso da forma usual na música popular enquanto continuava a maturação artística vista nos álbuns anteriores dos Beatles. Desde então, tem sido descrito como um dos primeiros LPs de art rock, auxiliando o desenvolvimento do rock progressivo, e creditado como marco inicial da “era do álbum”. Além de importante trabalho da psicodelia britânica, o disco de multigêneros incorpora diversas influencias estilísticas, incluindo vaudeville circense, music hall, avant-gard e música clássica ocidental e indiana. Em 2003, a Biblioteca do Congresso Americana inseriu Sgt. Pepper no Registro Nacional de Gravações, honrando o trabalho como “culturalmente, historicamente, ou esteticamente significante. No mesmo ano, a revista Rolling Stone colocou-o em primeiro lugar na lista dos 500 melhores álbuns de todos os tempos com a justificação de que é uma aventura inultrapassável em conceito, som, composição, arte da capa e tecnologia de estúdio pelo melhor grupo de todos os tempos de rock and roll. Em 2014, já tinha sido vendidas mais de 30 milhões de copias mundialmente, fazendo de Sgt. Pepper um dos álbuns mais vendidos da história da música. O Professor Kevin J Dettmar, ao escrever para a Enciclopédia Oxford de Literatura Britânica, descreveu-o como “o mais importante e influente álbum de rock and roll alguma vez gravado”

3
0

Escrever artigo sobre este tema

O The Global P. é uma plataforma aberta de debate. Os textos nele postados não refletem a opinião do site. Você tem uma opinião diferente da desse autor? Escreva o seu próprio artigo! Clique aqui e saiba mais.